domingo, 23 de janeiro de 2011

FERNANDO PESSOA

Está acontecendo no Museu da Língua Portuguesa (que fica ao lado da estação da Luz e aos sábados é de graça) a exposição do Fernando Pessoa. Fiel ao lema "Navegar é preciso; viver não é preciso", que ele adaptou para "Viver não é necessário, o que é necessário é criar", Fernando Pessoa consagrou sua vida à criação literária, movido por um constante interrogar(-se), em que a investigação filosófica ligava-se à emoção. Desde cedo, ele se definiu: "um poeta impulsionado pela filosofia, não um filósofo dotado de faculdade poéticas". Gesto lírico impregnado de raciocínio, cada poema seu é palco de certo teatro, onde ele encena a interminável busca da sua identidade. "O poeta é um fingidor", dizia ele. Aproveite para depois dar uma passada pela estação da Luz e na Pinacoteca que fica em frente e também é gratuita aos sábados.





Nenhum comentário:

Postar um comentário