quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

10 anos sem Cássia Eller



Em 29 de dezembro de 2001, ouvia-se o anúncio de morte da cantora Cássia Eller, vítima de um infarto do miocárdio após quatro paradas cardíacas. Há exatos 10 anos, interrompia-se a trajetória de uma das mais singulares intérpretes da música brasileira. A roqueira estava no auge de sua carreira após um ano de intensa produtividade.

Cássia era dotada de uma timidez desconcertante, quando conversava, e ao mesmo tempo, de uma rebeldia juvenil, quando subia aos palcos. Sua presença de palco era intensa e sua capacidade de se apropriar das músicas que cantava era indiscutível. Cássia compôs apenas três das muitas canções que interpretou. A artista cantava blues, rock, MPB e samba com a mesma maestria; sem criar diferenças ou barreiras entre um gênero musical e outro. Na verdade, em sua voz, tudo era simplesmente boa música.


Chamou a atenção da crítica e do público, em 1990, quando regravou a canção “Por Enquanto”, da banda Legião Urbana:



Durante sua carreira, presenteou os brasileiros com interpretações marcantes de artistas de vários gêneros e épocas, como Cazuza e Barão Vermelho, Caetano Veloso, Chico Buarque, Jimi Hendrix, Rita Lee, Beatles e até Nirvana.

O Brasil perdeu Cássia em um momento de grande visibilidade e intensa produção de sua carreira. Gravou nove álbuns, entre discos de estúdio e apresentações ao vivo. Naquele ano de 2001: tocou no Rock in Rio III em janeiro e gravou o especial “Acústico MTV”, que culminou em uma turnê de 95 shows em apenas sete meses. O CD “Acústico MTV” já superou a marca de um milhão de cópias vendidas.

Cássia nasceu pra fazer diferença, pra mudar um monte de coisas e, se não mudou tanto assim, é porque o mundo dá um passo pra frente e dez pra trás. Mas o passo que ela fez o mundo dar, nos fez vislumbrar muitas coisas fundamentais. Mas quem não quiser ficar pensando nessas coisas meio filosóficas, simplesmente ponha a voz-trovão pra tocar, e no melhor estilo Cássia Eller, apenas exista e sinta essa emoção inexplicável.


DANÇA ANIMADA - THOUGHT OF YOU

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

NATAL NO ABC


O ABC está todo enfeitado para Natal. Algumas fachadas ganharam decoração tão caprichada que tem atraído muitos curiosos em busca de uma boa foto junto aos enfeites. Em Santo André, um dos endereços mais movimentados é o Hospital e Maternidade Beneficência Portuguesa, na avenida Portugal. O estabelecimento cultiva há anos a tradição de esperar, a caráter, a principal festa do Cristianismo.
Este ano o tema é Fábrica do Papai Noel e a expectativa é repetir o sucesso de público do ano passado, quando atraiu cerca de 120 mil visitantes. Entre as atrações, expostas até 8 de janeiro, estão músicas natalinas e chuva de neve artificial, com espuma de sabão infantil, que não irrita os olhos.
Outro que faz história é a Acisa (Associação Comercial e Industrial de Santo André). À noite, a decoração do antigo e charmoso prédio chama a atenção de quem passa pela avenida 15 de Novembro, no centro.
Em Mauá, a Casa no Papai Noel, concorre para ser número um na lista das atrações de Natal do ABC. A casa reúne admiradores há 27 anos e, desta vez, espera receber um milhão de visitantes, quase 40% a mais que o ano passado, conforme o proprietário Ivan Vagner Fernandes. A residência fica na rua Zequinha de Abreu, no bairro Sônia Maria, e está ornamentada com 700 mil lâmpadas. Para enfeitar a casa, Fernandes gastou R$ 750 mil, com ajuda de empresas. A atração é garantida a partir das 20h, até dia 1° de janeiro.
Em São Bernardo, bom endereço é o Paço Municipal. Além da árvore de Natal de 43 metros, com cerca de 600 strobos, 300 estrelas gigantes e 30 mil micro lâmpadas de LED, há o Jardim do Papai Noel e o presépio em tamanho natural. O Jardim fica exposto até dia 8 de janeiro e possui grama sintética, pinheiros e renas. Para garantir o brilho, as árvores foram decoradas com iluminação tradicional e canhões de luzes verdes. Há, ainda, pequena praça de alimentação com barraquinhas pra quem quiser petiscar. O Papai Noel marca presença nesta quinta-feira (22), das 18h às 22h, e sexta-feira (23), das 12h às 18h. (Colaborou Nathália Blanco)
Praças - O Natal de São Caetano está envolvido na campanha Brilha São Caetano, na qual os empresários adotaram praças e trabalharam a iluminação. Os principais locais adotados são Árvore Figueira na entrada da cidade, praça Mauá e avenidas Kennedy e Goiás. Os comerciantes também incentivaram a população a enfeitar as casas, por meio de concurso, portanto vale a pena circular pela cidade.
Outra atração em São Caetano é o Balé das Águas, no Chafariz da praça dos Imigrantes, na avenida Kennedy. As apresentações nesta sexta, sábado e domingo, às 21 horas, até o dia 25. Nesta quinta-feira (22), haverá show gratuito de Emílio Santiago, às 20 horas, na sede da Prefeitura, com abertura do coral da Casas Bahia. (NB)
São Paulo - Quem quiser dar uma esticada até São Paulo, a avenida Paulista é um dos melhores roteiros para contemplar as luzes de Natal. Este ano, a quantidade de visitantes foi tão grande no local que a CET proibiu o trânsito de carros. Não é para menos. A praça de Natal, instalada no palco onde será o Show da Virada (entre as ruas Padre João Manuel e Ministro Rocha Azevedo), comporta um Papai Noel com cerca de 7 m de comprimento. A passarela pode ser visitada até o dia 25, das 10h às 22h.
A agência do Banco Bradesco, também na avenida Paulista, resolveu inovar. A decoração é composta por várias árvores com tema Natal Mágico na Floresta Encantada. Está prevista para esta quinta-feira (22), em frente ao edifício, às 19h, a última apresentação do Coral da Fundação Bradesco, comandada pela maestrina Sônia Moraes, 
O prédio do Banco do Brasil é outro ponto turístico. Além da iluminação amarela e azul, os bonecos interagem com o público quando acionados pelo toque. O Parque Tenente Siqueira Campos, o Trianon, não fica atrás: ganhou decoração com milhares de microlâmpadas de LED e as alamedas internas são cobertas com um céu de luz azul.
Saindo da avenida Paulista, a dica é colocar a Zona sul no roteiro. A árvore de Natal de 58 metros de altura no Parque do Ibirapuera conta com mais de 500 lâmpadas e 12 mil metros de mangueiras de LED. A estrutura utiliza materiais reutilizáveis e ficará montada até 6 de janeiro. Podem também ser incluídos no roteiro a árvore de Natal da Represa Guarapiranga, a Ponte Estaiada Octávio Frias de Oliveira, no Brooklin, o Pateo do Colégio e Catedral da Sé, além de residências enfeitadas no Jardim Europa e do Jardim Europa. (NB)
REPÓRTER DIÁRIO

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

CHII

Esta é uma série de animações curtinhas que vai agradar a quem gosta de gatos. Chii no caso é uma gatinha que acaba sendo adotada por uma família após se perder da mãe. O problema é que sua família de adoção mora em um condomínio onde é proibida a presença de animais e isso, aliado à curiosidade infinita da heroína da trama, acaba se revelando uma combinação explosiva. Você consegue encontrar toda a série no site http://www.an-house.net

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

ÉTIENNE-JULES MAREY

Este francês (1830-1904) era mais um inventor do que um artista, tendo se tornado um cronofotógrafo devido ao seu interesse pelo movimento humano. 

Sua grande sacada foi perceber que mantendo o filme fotográfico parado e expondo uma imagem em movimento neste filme ele obteria uma imagem fiel do movimento que estaria sendo realizado. Estava criada então a técnica que ficou conhecida como Cronofotografia. 
Os estudos de Étienne tornaram visíveis alguns movimentos que de outro modo não poderiam ser precisamente observados. Foi ele quem informou, por exemplo, que a sensação que se tem de que o cavalo ao correr em determinado momento ficava com as quatro patas no ar era falso. Também estudou animais e a figura humana percebendo por exemplo que não só o gato cai de pé mas que o cachorro e a galinha conseguem fazer quase o mesmo. 

Os estudos de Marey estrapolaram o campo fotográfico e invadiram o cinema, sendo que ele realizou vários filmes de grande qualidade técnica para época.










terça-feira, 6 de dezembro de 2011

HENRI DE TOULOUSE-LAUTREC

Famoso por pintar a vida boêmia de Paris,Toulouse era versado em pintura e em litografia. Nascido em 1864, viveu uma vida de boêmio vindo a falecer aos 36 anos devido à sífilis e ao alcoolismo depois de um período de declinío que o levou à uma clínica psiquiatrica, depois à paralisia. Morreu nos braços de sua mãe já incapaz de criar em 1901. 

Ambassadeurs: Aristide Bruant, cartaz (1892)

Toulouse ajudou a definir o estilo Art Nouveau ao criar o design para os seus cartazes publicitários. Baixinho, com apenas 1,52 metros, devido a uma doença que era desconhecida na época que o fazia ser um adulto com as pernas curtas de um menino, descendia de uma família aristocrática.  
Moulin Rouge - La Goulue, poster (1891)

Acabou na vida adulta indo morar em um bairro de má fama onde convivia com os trabalhadores, as prostitutas, artistas e pessoas de caráter duvidoso. Frequentava o famoso Moulin Rouge e também outros cabarés vivendo uma vida de libertino. Seus cartazes que  eram expostos nesses ambientes se tornaram famosos e Torlouse retratou várias dançarinas nessa época, como Louise Weber, chamada de a gulosa ou "la goulue".

 Avril , cartaz (1893)


 Baile no Moulin Rouge - 1890 - óleo sobre tela

Tendo sua arte reconhecida e exposta também em algumas exposições em Paris.

 Dizem que teria sido ele o criador do drink chamado Terremoto. Se quiser prová-lo é relativamente simples de ser feito: pegue uma taça de vinho e junte 3 doses de Absinto com 3 doses de conhaque. Acrescente gelo a gosto ou então bata a mistura com o gelo em uma coqueteleira. 
Toulouse faz uma pontinha no filme de Woody Allen, Meia Noite em Paris.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

GABRIEL RUSSO

Gabriel Queiroz, ou Russo, nasceu em Maringá, mas hoje reside em Barcelona, na Espanha, onde estuda Cinema.
Depois de se formar em Publicidade e Propaganda, percebeu que o curso tinha sido mais útil para fazer amigos e ir a festas: "Trabalhei por cinco anos em agências em São Paulo. Foi aí que comecei a usar softwares e aprendi o que sei hoje de direção de arte e design". 

 Agora, em outro país, ele está se aprofundando em direção cinematográfica e motion.
 SIMPSONS, esta foi uma ação publicitária fantasma - ou seja, que não aconteceu de verdade - que Gabriel criou em 2007 para incrementar seu portfólio publicitário. Com ela, ganhou um Ouro na categoria Outdoor do AdsOfTheWorld.com
 LA ISLA, "Desenvolvi esta peça durante horas de folga na agência em que trabalhava. A inspiração veio da música Theacher Don't Teach Me Nonsense, de Fela Kuti."


Se gostou a obra desse designer você pode ver mais trabalhos em seu site: www.gabrielrus.so

domingo, 4 de dezembro de 2011

CAE UNA GOTICA DE AGUA

Essa é para a criançada. Chama aí o sobrinho, o filho, o vizinho...

sábado, 3 de dezembro de 2011

POESIA & MÚSICA

Olá, estreando novo tipo de postagem buscando encontrar poesias que foram "musicalizadas". Iniciamos aqui com
MONTE CASTELO de RENATO RUSSO

A letra desta música mescla uma passagem bíblica, no original:
1 Coríntios 13
1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. 
2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. 
3 E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria. 
4  O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. 
5 Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; 
6 Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; 
7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 
8 O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; 
9 Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; 
10 Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado. 
11 Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. 
12 Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido. 
13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor. 

Com um poema de Luís de Camões:


Amor é um fogo que arde sem se ver, 
é ferida que dói, e não se sente; 
é um contentamento descontente, 
é dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer; 
é um andar solitário entre a gente; 
é nunca contentar se de contente; 
é um cuidar que ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade; 
é servir a quem vence, o vencedor; 
é ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor 
nos corações humanos amizade, 
se tão contrário a si é o mesmo Amor? 

Camões também escreveu o famoso OS LUSÍADAS, sua obra mais conhecida. Essa foto acima é considerada a mais próxima da realidade e ele não tinha um olho mesmo, não foi erro de desenho. O perdeu lutando na África após se alistar tentando fugir de uma desilusão amorosa. 
Renato Russo era o vocalista do famoso Legião Urbana que criou muitas músicas memoráveis que ainda hoje fazem a cabeça da moçada como EDUARDO E MONICA, FAROESTE CABOCLO, ÍNDIOS, TEMPO PERDIDO entre outras. Renato Russo foi mergulhando em músicas cada vez mais existenciais e, por que não dizer, depressivas. Dizia-se na época que ele estava depressivo e vivendo à base dos remédios pois se desconfiava que ele fosse soro positivo apesar de nunca ter assumido ser portador do vírus da AIDS enquanto esteve vivo. 

STRANI AMORI foi seu último videoclip lançado em janeiro de 1996.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

terça-feira, 29 de novembro de 2011

ARTE EGEIA

Antes do aparecimento da arte na Grécia continental, várias civilizações antigas prosperaram no mar Egeu e seus arredores, sendo que a primeira delas foi a civilização das ilhas Cíclades, num arquipélago que fica no sudeste da Grécia continental. A partir de 3.000 a.C., uma onda de colonos da Ásia Menor começou a produzir uma variedade distinta de estatuetas usando o mármore da região. Muitas delas representam mulheres numa pose simples e ereta, com os braços cruzados em frente ao peito (à direita, em cima), embora também tenham sido encontradas algumas esculturas masculinas: os homens costumavam ser retratados com instrumentos musicais ou armas. A utilidade dessas estatuetas permanece um mistério. A maioria delas foi descoberta em sepulturas, mas não era nova quando foi colocada ali, por isso certamente tinha algum significado também para os vivos. As esculturas talvez tivessem enfeites pintados, mas esses enfeites se desgastaram com o tempo. As formas concisas e minimalistas das imagens serviram de inspiração para escultores modernos, assim como a estética da escultura tradicional africana influenciou a obra de artistas do início do século XX, como Pablo Picasso (1881-1973), Henri Matisse (1869-1954) e Alberto Giacometti (1901-1966).

  A maior das civilizações egeias surgiu em Creta em aproximadamente 3000 a. C. Os artistas minoicos se inspiraram no Egito, na Síria e na Anatólia, mas fundiram os vários estilos criando a própria arte, extremamente original. Eles se sobressaíram na fabricação de cerâmicas, jóias, afrescos e esculturas de tamanho reduzido. A cultura minoica se concentrava nos grandes palácios de Cnossos, Malia e Festos, que eram conjuntos de construções usados com objetivos comerciais, religiosos e cerimoniais, e não apenas residências. Eles continham armazéns para grãos e oficinas para artistas, além de espaço para grandes aglomerações. Os palácis eram extravagantemente decorados com afrescos. Em Cnossos, ainda existem fragmentos de pinturas retratando as espetaculares procissões e exibições de acrobacias, que exerciam um importante papel no ritual cretense das touradas. Os afrescos também mostram representações vividas da natureza, incluindo um gato caçando um pássaro, um macaco numa plantação de açafrão e um friso de golfinhos azuis. 
 A influência minoica se estendeu ao continente grego, onde teve um grande impacto sobre os micênicos, que properaram na região de 1600 a 1100 a. C. A civilização deve seu nome à antiga de Micenas, no nordeste do Peloponeso. A partir dessa cidade, os micênicos aos poucos estenderam seu domínio por todo o sul da Grécia e pelas ilhas próximas. Eles eram mais guerreiros que os minoicos; seus palácios eram fortificados e deixaram para trás muitas armas e artefatos de guerra. Os antigos gregos se inspiraram em Micenas ao criarem sua própria civilização. De acordo com a mitologia grega, a cidade foi fundada por Perseu e governada por Agamenon, que liderou as forças gregas na guerra contra Troia. Homero descreveu a cidade como rica em ouro na Iliada. 
A descrição de Homero parece ter algo de verdadeiro. Quando o arqueólogo alemão Heinrich Schliemann (1822-1890) escavou um conjunto de sepulturas verticais (mausoléus que consistiam de um fosso profundo e estreito), em Micenas, em 1876, suas escavações produziram resultados impressionantes. Além de muitas jóias e armas enfeitadas com ouro e prata, ele descobriu uma coleção de máscaras mortuárias que eram feitas forjando-se o ouro em folhas finíssimas sobre um molde de madeira. Os detalhes eram mais tarde esculpidos em uma ferramenta afiada, e dois buracos próximos aos ouvidos eram usados para manter a máscara no lugar com fios sobre o rosto do falecido. Schliemann esperava relacionar essas máscaras à corte de Agamenon, e uma das máscaras folheadas a ouro foi chamada de Máscara de Agamenon (esta aí em cima). A máscara, contudo, foi feita 300 anos antes da época do herói grego e provavelmente cobria o rosto de um governante micênico. 

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

NOMES MAIS USADOS NO BRASIL

1. Maria -13.356.9652
2. José – 7.781.5153
3. Antônio – 3.550.7524
4. João – 2.988.7445.
5. Francisco – 2.242.1466
6. Ana -1.996.3777
7. Luiz – 1.541.8958
8. Paulo- 1.416.7689
9. Carlos – 1.384.20110
10. Manoel -1.334.18211
11. Pedro – 995.25412
12. Francisca – 853.59013
13. Marcos – 823.73814
14. Raimundo – 821.24215
15. Sebastião- 798.62716
16. Antônia -672.40017
17. Marcelo – 628.13818
18. Jorge – 587.67019
19. Márcia- 557.34720
20. Geraldo – 530.05021
21. Adriana – 529.77822
22. Sandra – 497.97123
23. Luis – 492.20824
24. Fernando – 489.14225
25. Fabio – 481.79026
26. Roberto- 480.69527
27. Márcio- 471.90628
28. Edson – 467.80629
29. André – 465.48430
30. Sérgio – 462.39731
31. Josefa – 453.63632
32. Patrícia – 446.00133
33. Daniel – 439.82634
34. Rodrigo – 438.08335
35. Rafael – 432.35636
36. Joaquim – 431.59437
37. Vera – 430.68338.
38. Ricardo – 423.61639
39. Eduardo – 417.27740
40. Terezinha – 409.12041
41. Sônia – 403.70242.
42. Alexandre – 403.11443
43. Rita – 396.90144
44. Luciana – 390.50745
45. Cláudio – 390.10446
46. Rosa – 385.63447
47. Benedito – 378.68048
48. Leandro – 378.13649
49. Raimunda – 372.67250
50. Mário – 364.589

sábado, 26 de novembro de 2011

O TRIUNFO DE GALATEIA de RAFAEL


O famoso pintor renascentista é o autor dessa obra. Uma vez ele escreveu: "Para pintar a beleza, preciso ver mais mulheres belas... mas ao ser privado das belas mulheres, eu me contento com a ideia que me vem à mente". A ideia de beleza perfeita que Rafael tinha, inspirada em Platão, foi expressa nos traços de quase todas as mulheres que ele retratou. Em sua obra, ele modificou ligeiramente um antigo retrato de Santa Catarina de Alexandria para compor o rosto da ninfa dos mares, Galateia. 
Galateia foi amada pelo temível ciclope Polifemo, porém ela o rejeitou e iniciou uma fuga para encontrar seu verdadeiro amor: Ácis. É justamente nesse momento que ela é retratada por Rafael. Dizem que essa obra foi solicitada por Agostini Chigi, patrono de Rafael, que tinha esperanças de se casar com Margherita Gonzaga, filha do marquês de Mântua, mas cuja proposta estava sendo rejeitada. É provável que Chigi tenha escolhido esse tema influenciado por versões anteriores do mito, nas quais os galanteios do ciclope para Galateia terminam com um final feliz para ele. No quadro, Galateia ignora as flechas lançadas pelos cupidos em sua direção, olhando apenas para o cupido cujas flechas permanecem guardadas. Esse cupido representa o amor platônico e, ao olhar para ele, Galateia revela sua rejeição aos galanteios do ciclope e sua preferência por um amor mais espiritual do que físico. Os golfinhos que puxam a carruagem da ninfa também saíram da literatura. O poeta Angelo Poliziano assim descreveu em sua versão do mito: "Dois golfinhos puxam uma carruagem: nela está sentada Galateia, que controla as rédeas; enquanto nadam, os golfinhos tomam fôlego em uníssono".
Tem muita gente que confunde essa Galatéia com outra também famosa esculpida por Pigmalião e que ganhou vida por graça da deusa do amor. Mas a Galatéia aqui retratada era uma ninfa e uma das nereidas. Era apaixonada por um camponês que também era filho do deus Pã e de uma ninfa. Dizem que Polifemo flagrou os amantes juntos e num acesso de fúria esmagou Ácis com uma enorme rocha. Galatéia intercedeu junto à mãe deste e esta transformou o sangue de Ácis em um rio com o mesmo nome. Depois a ninfa se jogou ao mar e foi viver nas ondas que tocam as areias com suas espumas brancas sem jamais retornar à terra.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

BEING HUMAN

Being Human acompanha a história de três amigos que moram em uma mesma casa em um bairro tranquilo na Inglaterra. Até aí nenhuma surpresa. No entanto esses três amigos (dois homens e uma mulher) carregam tragédias pessoais bem distintas: um é um lobisomem, um é um vampiro e a mulher é um fantasma. Cada um às voltas com uma grande necessidade de adaptação para a realidade em que vivem e serem aceitos como normais pelos humanos. Além das dificuldades evidentes (sobreviver sem matar, conseguir um lugar para se transformar, conseguir que as outras pessoas consigam perceber sua existência) ainda encontramos grupos de vampiros, lobisomens e fantasmas vivendo nos arredores e trazendo mais e mais complicações para a vida dos três. Esta série está fazendo muito sucesso na europa, tanto que você também encontra a versão norte americana sendo gravada ( norte americano não assiste produção estrangeira, ele regrava $$$). Você pode baixar a série com legenda em português no endereço http://www.seriesfree.biz/2010/01/being-human/

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

WORKING!

Esse anime é para quem gosta de comédias embasadas em diferentes personagens. Na história acompanhamos o dia a dia de trabalho de diversos tipos de pessoas em uma lanchonete chamada Wagnaria. Ali você pode encontrar uma gerente que é a lider de uma gangue, um lolicon, uma moça que sofre de androfobia (fobia de homens) e que tem um soco mortal, uma que carrega uma katana (espada longa) para onde quer que vá, uma garota com complexo de altura (tão baixa que parece ser do ensino fundamental), uma que fugiu de casa e quer ser adotada por uma nova família e por aí vai. O divertido é acompanhar a interação entre essas pessoas tão desajustadas e como vão aprofundando suas relações. Você pode baixar os dois anos da série com legendas em português no site http://www.hinata.xpg.com.br/paginas/index2.php?page=himura/working.html  

domingo, 20 de novembro de 2011

CHARLES CHAPLIN

Charles Spencer Chaplin, nascido em Londres em 1889, morreu na Suíça em 1977. Foi ator, diretor, produtor, comediante, dançarino, roteirista e músico. Também obviamente foi um dos atores mais famosos do cinema mudo. Seu personagem mais conhecido que aqui ficou conhecido como Carlitos (Charlot na Europa) era um andarilho sem eira nem beira com modos refinados e bom coração. 
Charles não veio de uma família muito feliz. Os pais eram artistas, sendo que se separaram quando Charles tinha apenas 3 anos de idade. Vivendo com sua mãe e seu meio irmão, Charles acompanhou a decadência mental de sua mãe que acabou sendo internada em um Asilo. Com o pai a relação não era muito melhor já que ele era um alcoólatra. Charles cresceu vivendo ora com um ora com outro até que aos doze anos o pai morreu de cirrose no figado. Junto com o irmão acabou encontrando no mundo artístico inglês a forma de sobreviver.  Foi no entanto nos EUA que ele conseguiu a fama trabalhando na Keystone Film Company. 
A primeira aparição aconteceu no filme KID AUTO RACES AT VENICE 
O personagem não demorou para cair no gosto do público. O fato de nos Estados Unidos da época estar ocorrendo uma torrente imigratória de todos os lugares do mundo apenas favoreceu o alcance dos filmes de Chaplin já que o cinema da época era mudo. 
Conforme foi ganhando fama, também foi ganhando maior autonomia em suas produções o que lhe garantiu a possibilidade de experimentar e criar pérolas do cinema mudo como THE KID
Charles resistiu o quanto pode à crescente influência de Hollywood frente aos pequenos estúdios. Também tentou resistir ao som o quanto pode, lançando vários filmes entre os quais se pode destacar o longa EM BUSCA DO OURO com a famosa cena dos pãezinhos
 LUZES DA CIDADE com um romance de Carlitos e uma florista cega
E o filme que até hoje é considerado o marco do fim do cinema mudo onde se ouve pela primeira e última vez a voz de Carlitos. Um detalhe é que a canção do simpático andarilho é feita em uma língua inventada. Uma última rebeldia antes de finalmente adentrar o mundo das palavras. 
TEMPOS MODERNOS
O fim de Carlitos não foi porém o fim da infinita inventividade de Chaplin. Com seu primeiro filme falado O GRANDE DITADOR Charles colocou o dedo na ferida do nazismo ridicularizando o temível Hitler em plena segunda guerra. 
LUZES DA RIBALTA foi seu penúltimo filme onde contracena com outra lenda norte americana, Buster Keaton. Nesta época estava acontecendo uma perseguição política atrás de "comunistas" nos EUA e Charles acabou entrando nesta lista negra. 
Como viajou para Londres para filmar esse filme, o governo aproveitou-se do fato para caçar seu visto, exilando-o.  Charles decidiu então não mais voltar aos EUA escrevendo:
 "(...) Desde o fim da última guerra mundial, eu tenho sido alvo de mentiras e propagandas por poderosos grupos reacionários que, por sua influência e com a ajuda da imprensa marrom, criaram um ambiente doentio no qual indivíduos de mente liberal possam ser apontados e perseguidos. Nestas condições, acho que é praticamente impossível continuar meu trabalho do ramo do cinema e, portanto, me desfiz de minha residência nos Estados Unidos".
Para quem se interessa, Chaplin chegou a escrever uma autobiografia. Também foi feito um filme sobre sua vida com Robert Downey Jr no papel principal em 1992, além de uma série inglesa que retrata a infância dos dois irmãos. 
Atualmente, existe uma exposição sobre a vida de Chaplin em São Paulo. Mas fique atento, ela só vai até o dia 27 desse mês.
CHAPLIN E A SUA IMAGEM
QUANDO abertura quarta (19), às 20h, para convidados. De terça a domingo, das 11h às 20h, até 27/11
ONDE Instituto Tomie Ohtake (av. Faria Lima, 201, tel. 0/xx/11/2245-1900)
QUANTO grátis

sábado, 19 de novembro de 2011

WILL EISNER

 Detalhista em suas obras, cheio de preciosismo com seus roteiros, Will Eisner, nascido em Nova York em 1917, morreu em 2005 na Flórida e nunca deixou de retratar os aspectos mais humanos e sombrios de sua cidade de nascimento. Sua obra segue até hoje influenciando gerações  de quadrinistas. 
Filho de judeus imigrantes passou sua juventude em Nova York enfrentando uma época difícil para os Estados Unidos: a grande depressão de 1929 que jogou muitos norte americanos no desemprego. Quem está acompanhando as movimentações em Nova York agora em função dos desempregos e da crise global pode ter uma breve ideia de como se encontrava a cidade nesta época. Era comum o relato de empresários pulando de suas janelas ao constatar a bancarrota da empresa. 
Tendo criado todo um universo de personagens autônomos e famosos como Falcão Negro, acabou se tornando mais famoso por seu personagem Spirit, uma espécie de Batman, um pouco mais limitado, menos espalhafatoso (só usa uma máscara) e mais conectado com a realidade. Spirit é um detetive sem superpoderes que protege os habitantes da fictícia Central City. Antes de tudo, Spirit é apenas um humano cheio de falhas que tenta seguir com sua vida da melhor forma possível o que o torna muito mais próximo do que os tradicionais heróis invulneráveis dos quadrinhos norte americanos. 


 A forma de enquadramentos, efeitos de luz e sombra além de uma inovadora forma de construção narrativa bem próxima da linguagem utilizada no cinema foram as contribuições mais marcantes da arte de Eisner.



E como é que as histórias de Will Eisner são encaradas pelos espectadores brasileiros? Vejam só que curiosa essa reportagem veiculada na rede Globo a respeito das obras de Eisner.



Atualmente está havendo uma exposição com as obras de Will Eisner em São Paulo e esta exposição vai até o dia 18 de Dezembro. Se estiver por perto e se interessar pela área de quadrinhos, esta é uma exposição imperdível. Confira o endereço:

"O Espírito Vivo de Will Eisner" 
Onde: Centro Cultural São Paulo (Piso Flávio de Carvalho -  Rua Vergueiro, 1000 - Paraíso. Junto à estação Vergueiro do Metrô).  
Quando: Em cartaz até 18 de dezembro (terça a sexta, das 10h às 20h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h
Mais informações: 0/xx/11 3397-4002
Entrada franca