terça-feira, 10 de setembro de 2013

CONHECENDO O RIO DE JANEIRO PARTE 5 - FINAL

O último passeio que fiz foi o vôo de asa delta saltando da pedra da Gávea. O problema está sempre em ter uma ajudinha do clima. No meu caso, havia agendado para uma terça porém o vento estava tão forte que tivemos de cancelar. Felizmente, como eu ainda iria ficar mais tempo, reagendei para quinta.

 Na quinta, que amanheceu com uma chuvinha fina e o céu encoberto eu já havia me conformado. Achava que não ia dar para voar naquele dia. Ledo engano. Recebi uma ligação informando que aquele era um dia perfeito para voar.
 Cheguei na praia do Conrado e fiz a minha inscrição na escola de voo livre. Taxa de 20 reais. O vôo sai em torno de 180 reais. Para gravar e fotografar mais uns 150 reais. Estas duas últimas são opcionais.
 Esta é a rampa. Olha só a biruta: ela indicava que o vento estava perfeito para o vôo. Se bem que aquilo que sempre preocupa são as nuvens.
 Não tive coragem de ir até a ponta da rampa para bater foto pois estava ventando muito. Mas é daí que se salta.

 Esta é uma visão de baixo do local onde pulamos, na praia de São Conrado.


Para quem quer ver todo o processo aqui embaixo está o vídeo. É lógico, nada se compara com a experiência real então, arme-se de coragem e embarque nesta aventura.

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

CONHECENDO O RIO DE JANEIRO PARTE 4

Meu penúltimo passeio foi a visita ao  Jardim Botânico do Rio. Aquele que Dom João criou com suas famosas Palmeiras Imperiais. 

É um passeio para quem quer fazer uma caminhada em um local agradável. Não difere muito de uma caminhada pelo Ibirapuera.  O ingresso custa 6 reais.


 Lá dentro você pode visitar uma antiga fábrica de pólvora onde existem algumas peças arqueológicas do período.
 Não consegui muitas fotos boas neste dia pois estava chovendo. Francamente minha capacidade de atrair chuva poderia acabar com a seca no nordeste. Aqui o famoso corredor com as palmeiras imperiais.

domingo, 8 de setembro de 2013

CONHECENDO O RIO DE JANEIRO PARTE 3

Escolhi o melhor dia para ir conhecer o Cristo Redentor. A chuva nos perseguiu durante todo o dia. Pelo menos eu peguei um pacote do SESC o que acabou nos oferecendo o transporte por todo o dia com direito a lanche e almoço além de todos os ingressos. Isso tornou o passeio bem mais tranquilo.
Quando chegamos fomos pegar o trem que vai até o alto.Dizem que tem várias maneiras de se chegar lá: escadas, vans e táxis. O trem sai a cada meia hora e para em duas estações para atender também aos moradores da região. O ingresso sai por 43 reais. 
Na subida prefira ficar do lado direito que é ali que irão surgir as melhores imagens em algumas clareiras no mato alto do Parque da Tijuca. 
Quando se chega você ainda tem que subir através de um elevador e escadas rolantes ou pode subir pelas escadas normais. O ideal é subir pelo elevador e descer pelas escadas mesmo. 
Ali você encontra a estatua do Cristo que sempre é bem menor do que imaginamos. No dia em que eu fui ele estava estendendo a mão para ver se estava chovendo. (rs)
O tempo estava bem encoberto porém, tive sorte de as nuvens estarem altas. Então dava para ver alguma coisa. 
Já o Pão de Açúcar não teve jeito. Ainda bem que eu fui um dia antes lá. Olha como está encoberto. 
No entanto o lugar é alto e se você procurar bem sempre vai conseguir achar uma imagem que vale a pena ser lembrada. 
Bem, hora de voltar. Ir ao Cristo é um passeio que se faz tranquilamente em metade de um dia. Dizem que o melhor é ir ao entardecer para se conseguir imagens inesquecíveis. Ao entardecer também você tem o despertar dos pernilongos então, se for, recomendo levar um repelente já que você vai estar cercado por muito verde. 

sábado, 7 de setembro de 2013

CONHECENDO O RIO DE JANEIRO PARTE 2

Para quem vai ao Rio pela primeira vez, existem alguns passeios que são obrigatórios. Pegar o bondinho do Pão de Açúcar é um deles. Prepare o bolso que o preço é salgado: 53 reais. Quem estiver hospedado em Copacabana pode chegar fácil pegando o ônibus 511. Mas atenção que na hora de voltar você deve pegar o 512. Não entendi até agora como isso funciona. Rs. Mas foram as orientações que recebi da cobradora na hora da volta pois tive de descer do 511 e esperar pelo 512. Transporte público no Rio é um problema sério, primeiro, por causa do trânsito carregado. Em segundo porque o Rio parece estar sendo destruído de tantas obras que você encontra em cada esquina o que gera os inevitáveis desvios. E também, por conta das manifestações. Então tenha uma boa dose de paciência. Pode acontecer de você ter de fazer um trajeto de 15 minutos em 1 hora. É imprevisível. 

A subida ocorre a cada 20 minutos e é tranquila. Fui em um dia em que o vento estava tão forte que dificultava a minha caminhada do alto dos meus 1,70 de altura e dos meus 84 quilos e o teleférico nem se mexia então acho que quem quer um passeio radical teria de voltar uns 50 anos no tempo e pegar os primeiros bondinhos. Eles estão lá no alto para se ver como eram. Acho que para andar naqueles se precisava de muita coragem. O trajeto é rápido e acontece em duas fases. Como sempre as janelas são disputadas, especialmente as que ficam abertas na dianteira e na traseira. Eu recomendo subir fotografando o lado direito e voltar pegando o lado esquerdo. Mas sem neuras que lá em cima também dá para se bater mil fotos. 

 O teleférico sai da praia Vermelha então se quiser leve uma roupa de banho para curtir a pequena praia um pouco depois do passeio. É um lugar tranquilo em uma área militar com nenhum quiosque (pelo menos não vi nenhum) então a opção é levar um lanche ou comer por lá apesar de todo em volta e as lanchonetes lá no alto estarem na versão escalpela turista estrangeiro. Aliás se você quer saber como é se sentir em uma Babel de línguas basta conhecer estes pontos turísticos famosos. São pessoas de todas as partes do mundo. 
 Chegando na primeira parada você já consegue ter à sua esquerda uma visão do Cristo lá longe. Infelizmente o zoom de minha pequena Cybershot não se presta para estas coisas. Rs. 
 De uma forma ou de outra você consegue imagens muito boas se o tempo estiver ajudando.

Depois que vir tudo na primeira parada no Morro da Urca vá para a segunda pedra, o Pão de Açúcar. 
Lá no alto tem uma área verde que possui muitos atrativos naturais para quem tem os ouvidos e os olhos atentos. 
Segundo um guia a Jaqueira já foi uma verdadeira praga por lá pois parece que a árvore expele algum tipo de substância que impede as outras plantas de nascerem em torno. Realmente, se você olhar, tem muita Jaqueira pra tudo quanto é lado.  
 Estes lagartinhos também existem aos montes por lá. Então cuidado onde pisa.
 Lá do alto se consegue imagens melhores já que estamos no ponto mais elevado do Pão de Açúcar.

  


 De resto, use um tênis confortável para as trilhas íngremes, uma blusa se pegar muito vento e repelente se for ao entardecer. E é claro, uma câmera fotográfica. ;)



sexta-feira, 6 de setembro de 2013

CONHECENDO O RIO DE JANEIRO PARTE 1

Pois bem, irei fazer um miniguia para pessoas que visitem o Rio pela primeira vez e queiram conhecer os pontos principais do Rio. Em primeiro lugar, a hospedagem. Com toda certeza existem outros lugares melhores, mais interessantes e exóticos, talvez até mais baratos. No entanto se viajar sozinho ou em dupla uma boa recomendação é o SESC COPACABANA (não, eu não estou ganhando nada com a divulgação, rs). 

Se você tem a carteirinha de comerciário como eu pode ficar na badalada Copacabana, perto de tudo pagando 60% menos tendo um ambiente de qualidade que ainda tem peças de teatro todas as noites. O trajeto do aeroporto Santos Dumont até lá sai por 35 reais porém, existe uma empresa de vans que realiza o trajeto por 10 reais se você conseguir achar um horário coincidente. Basta fazer sua reserva pelo site http://shuttlerio.com.br/home/br/ . Comigo funcionou direitinho. Você também pode ligar (21) 7842-2490.

Acomodado? Vamos começar o passeio pelos arredores. Nem vou falar de comida já que tem tanta opção ali que recomendo seriamente um regime ANTES de desembarcar. Rs. Caminhe em direção à praia que fica a uma quadra de distância e conheça a badalada COPACABANA. 
 Aproveite para alugar uma bicicleta e passear pela ciclovia. Mas não fique à mercê dos alugueis caros para turistas que chegam a 15 reais a hora. A melhor opção é você se cadastrar no site www.movesamba.com.br/bikerio para poder pegar as bicicletas do Itaú que são encontrada em vários pontos da cidade e podem ser utilizadas apenas mandando um sinal com o seu celular por um aplicativo. Você pode pagar um passe mensal de 10 reais e usar sempre que quiser ou um passe diário por 5 reais. Você pode usar a bicicleta por 60 minutos. E fazendo uma pausa de 15 minutos, pode pegar outra e andar mais 60 minutos sem custo algum.  

Se estiver um bom dia, siga à sua direita e chegue até a praia de Ipanema, a mais histórica das praias que é repleta de bons locais para se fotografar e se encontrar gente famosa. Bom divertimento!