sábado, 10 de março de 2012

HANS BELLMER

 Uma forma feminina esquelética rodopia sobre um pião, que ela está segurando com usa mão óssea. Esta imagem peculiar simboliza a mulher virando cabeças e corações masculinos, tal como rodopia desafiando a gravidade. Esta é certamente uma das imagens mais obsessivas de Bellmer (Polonia 1902 - França 1975). A pintura foi retalhada ao longo de vários anos, e só foi assinada quando Bellmer encontrou um comprador, em 1956.

 Polonês de nascimento, Bellmer tornou-se um surrealista ativo ao se mudar para Paris, em 1938. Seus quadros refletem muitas das preocupações do movimento surrealista - a imagem distorcida e fantasmagórica parece ter emergido diretamente das fantasias inconscientes do artista. 
 O tema central de Bellmer era o corpo feminino, muitas vezes tratado de maneira obsessivamente erótica, apesar de ter realizado obras com outros temas.
 Ele é conhecido especialmente por sua obra Bonecas, perturbadoramente fetichista, que é uma série de manequins femininos articulados, 
e por seus desenhos e litografias, executados com magnífica precisão técnica. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário