segunda-feira, 9 de abril de 2012

CONSTANTIN BRANCUSI

Brancusi (Romênia 1876 - Paris 1956) reduzia suas esculturas ao mais básico, ao mais abstrato, conferindo-lhes uma vitalidade primordial. Abstendo-se de qualquer decoração de superfície, limita-se à pura forma. Brancusi teve imensa importância para a escultura e a arte em geral do século XX.
Estreitamente enlaçados, dois amantes abraçam num beijo apaixonado. O poder essencial desta obra é expresso pela massa da pedra das quais as formas emergem apenas em esboço, como que elevantando-se de sono eterno. 
 A grandiosidade simples de sua escultura evoca uma sensação de liberdade e força. Em 1904, ele ando da Romênia (sua terra natal) até Paris, um feito que lhe rendeu admiração geral. 

 Mais tarde, sua celebridade cresceu com o processo que moveu contra a alfândega americana, que quis taxar a importação de uma escultura de bronze sua, considerando-a apenas como matéria-prima, portanto sujeita a taxação. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário