terça-feira, 3 de agosto de 2010

EUGÊNIO COLONNESE

Para quem acha que no Brasil nunca existiu isso de desenhista e roteirista em quadrinhos fazendo sucesso em terras tupiniquins, Eugênio Colonnese surge como uma dessas excessões à regra. Filho de mãe brasileira e pai italiano, ele começou a carreira em 1949 quando morava na Argentina. Mudou para o Brasil em 1964 e fixou-se em São Paulo. Na época o gênero mais popular de quadrinhos no Brasil eram as histórias de terror, por isso o primeiro personagem de sucesso foi Mirza, a mulher vampiro, criada em 1967. No mesmo ano e na mesma revista criou o Morto do Pântano, que mais tarde co-estrelou encontros com Mirza.

Eugênio Colonnese foi um grande precursor de tendências. Sua personagem mais conhecida, Mirza, precedeu sua símile americana Vampirella, outra personagem vampírica que também tinha histórias com um certo enfoque na sensualidade. Muitos leitores de quadrinhos brasileiros da época pensaram no entanto que Mirza fosse um Plágio de Vampirella.

Colonnese veio a falecer dia 7 agosto de 2008, em São Paulo por falência multipla dos órgãos devido à problemas de saúde ocasionado por um AVC que ele teve em junho, decorrente do consumo intenso de cigarros.
Em São Bernardo do Campo a Gibiteca Municial que agora fica no Centro Livre de Artes e Visuais, estará fazendo uma exposição com a arte de Eugênio Colonnese. O bate papo com os quadrinistas Rodolfo Zalla, Osvaldo Talo e Roberto Guedes será no dia 11 de agosto as 19h. Para quem gosta de caricaturas, no dia 13, quinta, as 19h haverá um bate papo com o cartunista Márcio Baraldi e caricaturas ao vivo com o cartunista Elton. O worshop para introdução à linguagem dos quadrinhos irá ocorrer no dia 14 às 14hs com o quadrinista Marcos Vinícius Esequiel da Silva. O endereço é Rua Tasman, 301, Jardim do Mar, na Cidade das Crianças. Grátis.

2 comentários:

  1. Poxa, quanta informação bacana! Não sou muito fã de quadrinhos... mas é legal saber que temos um representante brasileiro nessa área!

    ResponderExcluir
  2. Servimos bem pra servir sempre. Pão quente a toda hora. rs.
    Na verdade temos bem mais que um mas isso fica pra outro dia. :p

    ResponderExcluir