domingo, 22 de agosto de 2010

FORMATOS DE ARQUIVO DE FOTOS DIGITAIS

Fotos digitais podem ser criadas em três tipos diferentes de arquivo: JPEG, TIFF e RAW. Cada formato tem seus pontos positivos e negativos. É responsabilidade do fotógrafo determinar qual o melhor formato a ser usado. De modo geral, se você quiser mandar uma imagem por e-mail, use o formato JPEG. Se estiver trabalhando com um programa mais sofisticado de manuseio de imagens, pode preferir o TIFF. Se quiser criar impressões grandes do seu trabalho e ajustar as cores de acordo com o seu gosto, use o formato RAW. Hoje vou entrar em mais detalhes com a JPEG por ser a mais popular.
JPEG: Essa sigla significa Join Photofraphic Experts Group (Grupo de Especialistas em Fotografia), o grupo de fotógrafos que se reuniu originalmente para discutir formatos. Pra quem é mais novinho, não deve se lembrar, mas baixar uma imagem pela net uns 10, 15 anos atrás exigia uma paciência de monge. Nesta época surgiram as primeiras compactações de imagens que estão aí até hoje: o GIF e o BITMAP. Depois surgiu o JPEG que se tornou tão popular que boa parte das máquinas fotográficas digitais já é gerada automaticamente em JPEG a não ser que você mode as configurações. Um arquivo JPEG é um formato de imagem comprimida, de tamanho reduzido em megabytes. Por isso é muito usado em anexos de e-mail. No entanto, o processo de compressão geralmente resulta em perda de qualidade na imagem. Em câmeras reflex digitais de alta qualidade, use os ajustes de maior qualidade de 10-12 se você tiver espaço em memória para tanto. O JPEG também é multiplataforma. Isso significa que a mesma imagem pode ser visualizada tanto em Macs quanto em PCs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário