sexta-feira, 15 de abril de 2011

COMPOSIÇÃO - AULA 5

Vamos falar um pouco a respeito de composição. Uma das coisas que difere o fotógrafo amador do profissional é a capacidade de pensar a imagem antes de bater a foto. Normalmente quando se vê algo que é interessante, se pega a máquina, centraliza-se o objeto que se achou interessante no meio da foto e pronto. Se você parar para observar fotografias profissionais irá perceber que dificilmente o elemento mais importante da foto está no centro da imagem. Isso porque a composição da cena foi pensada antes para deixar a imagem mais interessante para os olhos do espectador. Esta preocupação estética não é realmente nova. Há relatos de pessoas preocupadas com a composição estética antes de Cristo. Por mais incrível que pareça, apesar de muita gente odiar isso, ao longo dos séculos nosso senso estético (tirando é claro o elemento cultural) evoluiu de uma forma matemática. Normalmente o cérebro procura alguns valores como simetria, contraposição, ordem crescente ou decrescente, altura, volume, etc para poder analisar uma figura.
Estudo de equilíbrio e proporção, uma constante nos trabalhos de Leonardo da Vinci


Todos estes contrapontos ajudam na hora de fazer comparações e estabelecer valores (forma mais comum de se perceber a beleza pelos padrões atuais, apesar destes valores irem variando de geração para geração) para aquilo que se está vendo.


REGRA DOS TRÊS TERÇOS

Dentro destes estudos simétricos de composição, uma das regras mais utilizadas pelos fotógrafos é a regra dos três terços. Esta regra é tão utilizada que muitas das máquinas digitais modernas já estão vindo com esta opção embutida. A Regra dos Três terços parece ser uma cópia simplificada da Lei Áurea finalizada por Da Vinci onde se precisava fazer alguns calculos dentro do espaço da imagem e de seus elementos para se obter a proporcionalidade e o equilíbrio desejado. Felizmente, os fotógrafos são mais preguiçosos (rs) e concluiram que criando as linhas semelhantes a um jogo da velha sobre uma imagem, basta posicionar o objeto principal em um dos pontos de encontro das linhas para obter uma imagem visualmente estimulante.


Como a maioria das câmeras calcula o foco com base na figura que está no centro, para se evitar o desfoque na hora de bater a imagem se utiliza as duas fases do disparador para se obter uma boa imagem. Primeiro focalize com o meio toque o objeto principal colocando-o no centro da foto. Depois de focalizado movimente a câmera seguindo os princípios da regra dos três terços e dê o clique final. Procure fazer movimentos suaves e não se deslocar mais do que o necessário quando fizer este procedimento para que o foco não fique comprometido.

Para que vocês possam ir praticando a idéia dos três terços, iremos fazer uma tabelinha para carregar sempre conosco. Abaixo tem um modelo com as medidas para que vc recorte em papel cartão e monte. Se achar o modelo muito grande, divida os valores pela metade e comece a praticar. Com certeza, uma vez incorporada a Regra dos Três Terços, você será capaz de compor imagens mais interessantes fazendo uso deste simples recurso.


Nenhum comentário:

Postar um comentário