quinta-feira, 14 de abril de 2011

O HOMEM QUE CONFUNDIU SUA MULHER COM UM CHAPÉU de OLIVER SACKS

Este livro é para quem gosta de psicologia. Ele relata situações inusitadas verificadas por um médico em pesssoas que apresentam algum tipo de dano no lado direito do cérebro. O lado direito do cérebro não é o mais estudado e por isso boa parte das doenças e danos que ali ocorrem são desconhecidas. Uma das caracteristicas dos danos do lado direito do cérebro é que as pessoas que tem problemas nesta área, geralmente não percebem ter algum problema, diferente do que ocorre no lado esquerdo. Trago aqui um trechinho do relato que deu nome ao livro.

(...) Mostrei-lhe a capa, uma extensão ininterrupta das dunas do Saara.

" O que vê aqui?", perguntei.

" Vejo um rio", ele respondeu. "E uma pequena hospedaria com um terraço à beira d'água. As pessoas estão almoçando no terraço. Vejo guarda-sóis coloridos aqui e ali. " Eele estava olhando, se é que aquilo era "olhar", direto para fora da revista e fabulando características inexistentes, como se a ausência de características na figura real o tivesse levado a imaginar o rio, o terraço e os guarda-sóis coloridos.

Eu devo ter feito uma cara de espanto, mas ele parecia pensar que se saíra otimamente. Havia um esboço de sorriso em seu rosto. Ele também parecia ter decidido que o exame terminara, e começou a olhar em volta à procura de seu chapéu. Estendeu a mão e agarrou a cabeça de sua mulher, tentou erguê-la e tirá-la para pôr em sua cabeça. Parecia que ele tinha confundido sua mulher com um chapéu! Ela olhava como se estivesse acostumada com coisas assim. (...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário