segunda-feira, 18 de abril de 2011

TELEVISÃO - AULA 4 - ESTRUTURAS NARRATIVAS PARA COMERCIAIS

Hoje vamos estudar 4 tipos de estruturas narrativas para que vocês possam utilizar no exercício de montagem de um comercial. Comerciais, em função de sua limitação de tempo, precisam ser diretos. Como já foi explicado antes, a absorção de informações no ser humano arranca 70% de seus dados daquilo que vê. Por isso, a imagem é a ferramenta mais poderosa e é ela que deve ser explorada. Evite longas falas ou textos e procure se focar mais na construção da história através da imagem. Nos comerciais o texto é geralmente um reforço para uma narrativa que está sendo passada visualmente. Em geral o objetivo de todo comercial é gerar no espectador uma ação. Normalmente esta ação desejada é a compra. No entanto existem outros objetivos em todo meio de comunicação em massa que sempre estão embutidos na criação. Alguns desejam que essa ação seja capaz de mudar um comportamento. Outras que a ação seja justamente a de manter um tipo de comportamento. Todas, sem exceção, objetivam algum tipo de manipulação. Vou iniciar então esse nosso estudo através de um tipo de comercial que nunca seria veiculado dentro do Brasil por razões óbvias.


COMERCIAL 1

O produto aqui é uma idéia que no Brasil com sua maioria catolica ou evangélica causaria repudio imediato. No entanto a estrutura utilizada é uma que trabalha os valores e medos inerentes a todo o ser humano. Felicidade, Medo, Morte, Amor, Ódio... todos estes sentimentos que nos atingem enquanto seres humanos independente do gênero, opção sexual, opção religiosa, etnia, idade ou classe social são comerciais de valor. Este tipo de comercial é perigoso por geralmente ser capaz de causar o mais completo repúdio até a mais acentuada idolatria, por isso precisa ser tratado com cuidado, especialmente quando mexe com valores negativos como medo e morte. Neste tipo de estrutura você vai criando imagens de identificação para o espectador enquanto joga na narrativa todo um texto de reflexão ou de indução a uma reflexão. O importante é que estas imagens de identificação estejam pautadas na realidade e na rotina diária e que apresente a possibilidade de identificação geral levando-se em conta as diferenças. Por exemplo, todas as etnias são mostradas. É como uma argumentação intuitiva que busca convencer o espectador de um fato, ou de uma "verdade". A música geralmente serve para induzir a um estado de reflexão e no final, a verdade sempre é revelada, seja ela um tema, no caso o ATEÍSMO, ou a marca de um produto.
COMERCIAL 2
Conforme a civilização vai evoluindo e criando estruturas internas de narrativa que acabam se tornando até repetitivas (que o digam as novelas e os seriados norte americanos) vai se tornando possível fazer construções não lineares que brinquem com a percepção do espectador. No caso deste comercial, houve uma inversão da ordem da narrativa que partiu do fim e foi regredindo até o início permitindo ao espectador construir internamente a história. Este tipo de narrativa exige que o espectador esteja atento, por isso, é importante que a cena inicial (o desfecho que é apresentado) seja suficientemente interessante para manter o interesse até o fim. No caso, o apelo universal do sexo foi utilizado como indutor da construção narrativa. Deve-se tomar cuidado com este tipo de narrativa em função do público alvo. Crianças, Idosos, pessoas de baixa escolaridade ou de pouco convívio midiático provavelmente vão ter mais dificuldade em se interessar por este tipo de construção.
COMERCIAL 3
O comercial sensorial geralmente busca estimular um sentido e normalmente é utilizado em comerciais de alimentos. Ele é sensorial por que as imagens são pensadas para gerar uma ação ou reação física. No caso deste comercial que foi um grande sucesso na época, a construção visual unicamente estimulante dos sentidos que é absorvida de forma intuitiva é amarrada por uma música simples de fácil memorização que ajuda a fixar o estímulo sensorial. Em resumo, imitando as experiências de Pavlov, é só ouvir a música que já tinha muita gente salivando ou sentindo sede.
COMERCIAL 4
A construção visual permite a elaboração de imagens que induzam o espectador a falsas impressões. Geralmente este tipo de construção está muito ligado a situações de humor, apesar de nada impedir que seja utilizado em outras situações. Geralmente para este tipo de construção são utilizadas cenas do cotidiano e normalmente esta narrativa parte de uma situação tradicional, entra um elemento alterador (no caso o gato) e chega um terceiro a quem será entregue a falsa impressão.
Por hoje vamos explorar apenas estas estruturas narrativas e ver o que é possível para cada um construir com seu próprio produto. Então, escolham um dos tipos e tentem escrever uma pequena história tendo por base o seu produto, utilizando os elementos aqui estudados.

Um comentário:

  1. Muito interesate,,parabens
    Passei uma tarde inteira aki no bLog.
    Gostei muito do Jack Jhohnson ne um post ele eh um grande artista.
    Bjokas

    ResponderExcluir