quarta-feira, 14 de julho de 2010

DITADOS POPULARES

Os ditados populares estão sendo utilizados como material de criação para os personagens dentro das aulas de desenho animado. Se você não lembra, é preciso escolher um ditado, depois desenvolver um personagens com habilidades que estejam relacionados tanto ao sentido literal, quando ao significado.

Exemplo: Cão que ladra não morde. No sentido literal não se precisa muitas explicações. Com relação ao seu significado, implica no fato que aquele que faz muito barulho geralmente não parte dessas palavras para a ação. Ou seja, se uma pessoa fica a toda hora dizendo que irá fazer algo é mais provável que ela não o faça.
Para quem está sem idéias segue abaixo alguns ditados. Mas o melhor é que você fique atento às conversas de amigos e parentes. Os ditados populares estão sempre presentes nas falas diárias dos brasileiros. Se você descobrir algum que não está na lista é só enviar.
Quem ri por último ri melhor.
Respeito é bom e conserva os dentes.
Cigarra cantou, calor chegou.
Quem tem telhado de vidro não atira pedra no vizinho.
Homem prevenido vale por dois.
De pequenino se torce o pepino.
Águas passadas não movem o moinho.
Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.
Quem não te conhece que te compre.
Filho de peixe, peixinho é.
Não conte com o ovo dentro da galinha.
De grão em grão a galinha enche o papo.
Em briga de marido e mulher ninguém mete a colher.
Olho por olho, dente por dente.
Cavalo dado não se olham os dentes.
Comer o pão que o diabo amassou.
Quem fala o que quer, ouve o que não quer.
Quem tudo quer, tudo perde.
Em terra de cego quem tem um olho é rei.
Macaco velho não põe a mão em cumbuca.
A ocasião faz o ladrão.
A mentira tem pernas curtas.
Cada macaco no seu galho.
A César o que é de César.
Em cada de ferreiro o espeto é de pau.
Manda quem pode, obedece quem tem juízo.
Mais vale um pássaro na mão, do que dois voando.
Quem tem boca vai a Roma.
A quem ama o feio, bonito lhe parece.
Quem com ferro fere, com ferro será ferido.
Quem não arrisca não petisca.
Quem canta seus males espanta.
Antes só do que mal acompanhado.
O Brasil é o país do futuro.
Esperança é a última que morre.
Quem canta seus males espanta.
Dinheiro não traz felicidade.
Deus dá o frio conforme o cobertor.
Dias melhores virão.
A gente ganha pouco mas se diverte muito.
Quem tem fama deita na cama.
Pra afogado, jacaré é tronco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário