terça-feira, 8 de junho de 2010

LINGUAGEM CORPORAL

Estudar a linguagem corporal ajuda tanto na hora de interagir com os clientes quanto na hora de compor imagens. A folha de referência que costuma ser entregue aos jovens para que sejam analisados alguns clientes que foram gravados em vídeo após a explicação teórica é esta:

Sinais de que:
ESTÁ ABERTO A SUGESTÕES E IDÉIAS: mãos abertas, tirar o casaco, aproximar-se, inclinar-se para a frente, descruzar as pernas, braços cruzados suavemente sobre as pernas.
ESTÁ EM ALERTA: inclinar-se para a frente, colocar as mãos sobre as coxas, corpo relaxado mas rosto alerta, ficar em pé com mãos na cintura, pés levemente separados.
ESTÁ AVALIANDO O AMBIENTE OU A PESSOA: cabeça levemente inclinada para o lado, sentar na ponta da cadeira e inclinar-se para a frente, mãos na parte da frente do queixo ou na bochecha, coçar o queixo ou a barba.
ESTÁ CHATEADO, INDIFERENTE: mão segurando a cabeça, olhos sonolentos, postura relaxada demais (largada), ficar mexendo com pés, mãos, dedos, balançar as pernas, olhar vazio, pouco contato visual, boca mole.
ESTÁ CONFIANTE OU ACHA QUE TEM AUTORIDADE SOBRE O INTERLOCUTOR: jogar-se para trás na cadeira com mãos atrás da cabeça, postura orgulhosa, cabeça alta, queixo levantado, contato visual firme, sem piscar.
ESTÁ NA DEFENSIVA: corpo rígido, braços ou pernas cruzados fortemente, contato visual reduzido, lábios contraídos, cabeça baixa com queixo sobre o peito, punhos cerrados, dedos entrelaçados sobre braços cruzados, jogar-se para trás na cadeira.
ESTÁ ENTUSIASMADO: pequenos sorrisos ou risadas; corpo firme e ereto; mãos abertas; braços estendidos; olhos alertas.
ESTÁ FRUSTRADO: mãos apertadas firmemente, balançar punhos fechados, respiração curta porém controlada, olha através de você, passar as mãos no cabelo, bater os pés no chão.
ESTÁ NERVOSO: limpar a garganta, morder os lábios, unha, dedo, etc, cobrir a boca quando fala, puxar o lóbulo da orelha, abrir os olhos, caretas, contorcer mãos ou lábios, boca entreaberta, brincar com objetos, ficar trocando o peso de uma perna para a outra (quando de pé), tamborilar dedos, ficar mexendo o pé, assobiar.
ESTÁ PRECISANDO SER RECONFORTADO: fica beliscando as mãos, esfregando gentilmente um objeto pessoal (anel, relógio, etc), roer unhas, examinar cutículas.
ESTÁ COM RAIVA: corpo rígido, punhos cerrados, lábios fechados com força, contato visual continuado, pupilas dilatadas, cenho franzido, respiração rápida.
ESTÁ REJEITANDO O QUE ESTÁ SENDO DITO OU ESTÁ EM DÚVIDA: coçar o nariz, coçar os olhos, franzir o cenho, pernas e braços cruzados, corpo em posição de fuga, limpar a garganta, esfregar as mãos, levantar as sobrancelhas.
ESTÁ SUSPEITANDO OU DESCONFIANDO DO QUE ESTÁ SENDO DITO: pouco contato visual, resistência no olhar olho no olho, ficar olhando para os lados ou por sobre o ombro, coçar o nariz, ficar olhando por sobre os óculos.
Lembro sempre que não é um gesto isolado que faz o comportamento e que também é preciso compreender a situação em que se encontra o cliente para não ter impressões erradas. Aprender a observar é fundamental, então pratique!

Um comentário: