sábado, 26 de junho de 2010

A ARTE NO PALEOLÍTICO: O NATURALISMO




Este período foi também chamado de "Idade da Pedra Lascada" porque as armas e os instrumentos de pedra produzidos pelos grupos humanos eram "lascados" para adquirir bordas cortantes.


São do Paleolítico as primeiras manifestações artísticas de que se tem registro, como as pinturas encontradas nas cavernas de Chauvet e Lascaux, na França, e de Altamira, na Espanha.


As primeiras expressões da arte eram muito simples. Consistiam em traços feitos nas paredes das cavernas, ou nas mãos em negativo. Somente muito tempo depois de dominar a técnica das mãos em negativo é que o ser humano da Pré-História começou a desenhar e a pintar animais.


Para fazer pinturas como essa, primeiramente o artista do Paleolítico obtinha um pó colorido a partir da trituração de rochas. Depois, por um canudo, soprava esse pó sobre a mão encostada na parede da caverna: a área em volta da mão ficava colorida; a parte coberta, não. Assim, ele obtinha uma silhueta da mão, como no negativo de uma fotografia.



A principal característica dos desenhos e pinturas do período é o naturalismo: o artista do Paleolítico representava os seres do modo como os via de determinada perspectiva, isto é, reproduzia a natureza tal qual sua visão captava.


Ao olharmos para essas pinturas, chamadas rupestres (do latim rupes, rocha), é inevitável nos perguntarmos sobre as razões que levaram o ser humano pré-histórico a fazê-las, muitas vezes em lugares de difícil acesso.


Uma das explicações mais freqüentes é que seriam obra de caçadores, como parte de rituais de magia. Talvez o pintor-caçador acreditasse aque, "aprisionando" a imagem do animal, teria poder sobre ele. Assim, se o representasse mortalmente ferido no desenho, conseguiria abatê-lo na vida real. É claro que essa é apenas uma hipótese, pois não há como comprová-la.


Outro aspecto que chama a atenção nas pinturas rupestres é a capacidade do artista de interprestar a natureza. Assim, ele utilizava imagens carregadas de traços fortes que expressam a idéia de vigor para representar os animais que temia, ou os grandes animais que caçava, como o bisão.


Em pinturas como essa, o ser humano das cavernas utilizava óxidos minerais, ossos carbonizados, carvão, vegetais e sangue de animais. Os elementos sólidos eram esmagados e dissolvidos na gordura dos animais caçados. Como pincel, ele utilizava inicialmente o dedo, mas há indícios também do emprego de pincéis feitos com penas e pêlos.


O artista do Paleolítico fez também esculturas. Nela, nota-se o predomínio de figuras femininas e a ausência de figuras masculinas. Entre esses trabalhos, destaca-se a Vênus de Willendorf. Essa pequena escultura de pedra foi encontrada pelo arqueólogo Josef Szombathy, em 1908, perto de Willendorf, na Áustria, e data de aproximadamente 24 mil anos atrás. Observe alguns de seus aspectos: a cabeça sem diferenciação evidente em relação ao pescoço, os seios volumosos, o ventre saliente, as grandes nádegas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário