quinta-feira, 3 de novembro de 2011

ESQUEMA CROMÁTICO

Na Fotografia, assim como nas Artes Plásticas, a percepção da cor e suas combinações é uma das coisas que você precisa dominar se quiser ter mais autonomia de criação. Por isso vamos falar um pouco a respeito de cor e de alguns esquemas cromáticos. Como já foi dito, cor no sentido em que a conhecemos, com a nomenclatura de "coisa", não existe. O que conhecemos por cor é uma nomenclatura que criamos para as diversas radiações de luz. 
O olho humano é capaz de captar as cores dos aspecto visível: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul e violeta. A junção de todas estas cores resulta no branco. A ausência de todas estas cores são percebidas pelo cérebro como sendo a cor preta. 
Quando a luz branca entra em contato com um objeto, este objeto comumente absorve uma parte da radiação e joga a outra parte para fora. Esta parte que é jogada para fora nós compreendemos como a cor do objeto. 
A cor pode ser classificada por três elementos:
Matiz - A resposta para "Qual é a cor que vemos?" é a matiz. Nesse sentido não importa se é um verde musgo, um verde claro, um verde escuro ou se existem outras cores presentes. Se identificamos como sendo objeto VERDE, por exemplo, estamos informando a matiz. 
Brilho, valor e luminosidade - É o que nos faz informar se a cor é clara ou escura. 
Croma ou saturação - É o que determina o quão viva é a cor. Imagine que quanto menos viva for essa cor mais próxima do cinza ela se torna. 
Para se utilizar um esquema cromático você precisa conhecer o círculo cromático, como neste exemplo acima. Com ele podemos reutilizar alguns esquemas de cores que já estão sendo praticados desde as artes plásticas e que por isso, tem uma tendência maior a causar um impacto de interesse no espectador. 

ESQUEMA MONOCROMÁTICO
Nele você escolhe uma única Matiz variando no Brilho e na Saturação. O exemplo mais simples desse tipo de esquema na fotografia é a em preto e branco
  Mas você também pode eleger apenas uma matiz como a principal em sua imagem 
Outra forma de harmonizar as cores é através das cores análogas. Observe o círculo cromático. Vamos supor que você escolheu a cor vermelha como prioritária em sua imagem. Os outros elementos da fotografia deverão ser dentro da tonalidade violeta e laranja para que a imagem seja formada em um esquema de cores análogas. É lógico, conseguir esse tipo de combinação na fotografia é bem mais trabalhoso do que na pintura. 


No final, você pode tentar utilizar esses conhecimentos para construir suas imagens, dentro da possibilidade visual que esta imagem dispõe. Por exemplo, na foto abaixo não é possível eliminar o verde, mas perceba que o vermelho, o violeta e o laranja estão presentes nos outros elementos o que garante um certo equilíbrio cromático. 
Por último você também pode experimentar as cores complementares. Diferentes das análogas que ficam próximas no círculo cromático, nas cores complementares você irá pegar a cor exatamente contrária à escolhida para gerar um contraste. Por exemplo, para contrastar com o azul, o laranja. Para contrastar com o vermelho, o verde. E assim por diante. 

Pratique estes três esquemas de cor para melhorar sua percepção visual lembrando-se que as regras existem para ser quebradas, desde que você compreenda os resultados que está obtendo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário