quinta-feira, 31 de março de 2011

CORES

Continuando com as anotações sobre cores, sempre importantes para quem faz criação visual:

ROXO - Resultado das duas cores mais opostas tanto física como psicologicamente, o roxo combina a paixão do vermelho com a passividade do azul. Considerada a cor da realeza, foi muito usado no antigo Império Romano. Para produzir uma minúscula quantidade de corante, esmagavam-se quilos de murices, uma espécie de molusco.


A PERSONALIDADE DAS CORES - Cientistas e designers descobriram que pessoas extrovertidas costumam preferir a estimulação das cores quentes e luminosas. Os introvertidos rodeiam-se de cores frias. Esta teoria quente-frio também traz conseqüências físicas. Os tons mais quentes e brilhantes são chamados de cores centrífugas, porque puxam nossa atenção para fora - fazem com que a gente se sinta atraída e interessada pelo espaço que nos rodeia. As cores mais frias, suaves e escuras, são centrípetas, intensificam nossa concentração em tarefas e problemas. Escritórios onde a atividade sedentária é grande são beneficiados quando pintados com essas cores.


O VERDE QUE CURA. Se esta é a sua cor favorita, você é enérgica e está em paz com o mundo. A cor da natureza, o verde reduz a tensão nervosa e o esforço visual e, por isto, predomina nas telas dos computadores. Se você mora em uma cidade grande, onde as ruas, as calçadas e os prédios são cinzentos, imagine que está "morta de fome" de verde. Para ressuscitar a pessoa selvagem e forte que existe dentro de você, pinte pleo menos uma das paredes de seu apartamento de um verde profundo. Outra particularidade desta cor: ela parece fazer o tempo passar mais rápido... ótimo para pintar salas de estudo e escritórios.


SUA PERSONALIDADE NAS CORES - Você é a pessoa mais indicada para escolher as cores. Não deixe ninguém pressioná-la. Muitos decoradores costumam, até mesmo, indicar cores que contrastam com a personalidade do cliente. Extrovertidos são obrigados a conviver com cores frias, para acalmá-los; e introvertidos com tons quentes, para animá-los. Este é o pior dos erros. Pesquisas recentes mostram que as coisas que nos rodeiam têm de combinar e não contrastar com nossa personalidade. Além disso, é preciso avaliar a função de cada ambiente e a forma como pretende decorá-lo. Se vê a sala de estar como um lugar para a família se reunir ou receber amigos, então cores quentes, centrífugas são a melhor escolha. Mas se pretende que este seja seu refúgio, azuis e verdes, cores centrípetas, irão ajudá-la a passar horas "preguiçando" em sua poltrona preferida. Seu quarto será mais sexy pintado em cores que acendem você. Geralmente, quanto mais força cromática a cor tem, mais excitante é. Mas mesmo que o vermelho tenha um apelo sexual universal, é melhor limitá-lo a detalhes. Contrastes fortes e estampas grandes podem fazê-la pular da cama cedo, mas quem tem insônia ou aqueles que dormem tarde irão preferir cores frias, tons não agressivos. Muitos decoradores acham que o banheiro é um dos locais mais importantes da casa. É o primeiro lugar onde você entra de manhã e o último de onde sai à noite. Pêssego, coral ou rosa trazem paz à alma. Tudo que você precisa agora é uma cartela de cores. Escolha a cor da parede que irá dominar o espaço de acordo com a sua personalidade, com suas preferências e com a função do local. Procure então na cartela a cor oposta, ou complementar, para dar o toque no carpete, estofados, cortinas...


VERMELHO - O vermelho domina todas as cores. Se é sua preferida, você é sociável, passional e gentil com todo mundo. O vermelho aumenta o calor da pele, a temperatura do corpo, os hormônios e a atividade sexual. Psicologicamente é excitante e alarmante - e, por isso, usado nos sinais de trânsito. A cor do fogo e do sangue, o vermelho faz com que a gente desvie a atenção de nós mesmos para o mundo em volta. Por isso, é a cor perfeita para estimular as idéias. E mais: atrai os homens. Nunca falha. Uma mulher de vermelho é como uma sirene nas ruas.


A COR DA MÚSICA - Mesmo quando não gosta de uma cor, você pode tentar percebê-la sensorialmente antes de fazer um pré-julgamento. Alguns músicos vêem cores nos sons (um talento chamado sinestesia). Quando Franz Liszt compunha, diz-se que comentava, "mais cor-de-rosa aqui", ou "isto é muito preto". Para Rimsky-Korssakov, outro compositor clássico, o Dó maior tinha o brilho do "raio do sol". Beethoven chamava o Si menor de "a chave preta". Da próxima vez que ouvir música, feche os olhos e preste atenção nas cores que se formam em sua mente.


AZUL - Está associada com a lealdade, a sabedoria e a espiritualidade. Ao contrário do vermelho, o azul reduz a pressão sanguínea, a pulsação, a temperatura e a tensão muscular. Uma casa em tons de azul reduz o calor... e a conta do ar condicionado. Vestir azul faz as pessoas confiarem em você. Se você for a entrevistas ou precisa fazer uma palestra, azul lhe confere autoridade, especialmente os tons mais escuros.


ROSA - É a cor da intuição e seus poderes podem transformar as pessoas (um teste feito em uma prisão mostrou que celas pintadas de cor-de-rosa acalmavam detentos violentos). Ao que parece, quem gosta de rosa ama a vida - são pessoas ternas, carinhosas e vitais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário